CLIMA DE VIAGEM

10 dicas para curtir o Rio de Janeiro em um dia frio

por Redação

Oferecimento

Por César Soares

 

Você já deve ter ouvido aquela música que começa assim: “Um dia frio, um bom lugar pra ler um livro [...]”. Sem sombra de dúvidas, o friozinho muitas vezes é convidativo para aproveitar um bom cobertor, livros, filmes e séries, mas também é possível turistar em dias com temperaturas mais baixas. Lógico que os roteiros tradicionais do frio sempre são bem vindos, por exemplo, Curitiba, as Serras Gaúcha e Catarinense e, claro, Campos do Jordão na Serra da Mantiqueira, em São Paulo. Agora, você já pensou em turistar pelo Rio de Janeiro em um dia frio? É exatamente isso que você vai conferir aqui! Vamos passar dicas imperdíveis para você aproveitar a sua viagem, mesmo com as temperaturas baixas na Cidade Maravilhosa.

 

1. Museu do Amanhã

 

Pensou Rio de Janeiro, pensou praia, sol, calor e mar, não é verdade? Mas existem os pontos turísticos que independem de um dia ensolarado e quente para ser bem aproveitado. É o caso do Museu do Amanhã, que fica na região central. Este museu teve o apoio da Fundação Roberto Marinho e foi inaugurado no ano de 2015, e faz parte do projeto de revitalização urbana chamado de Porto Maravilha. Possui tanto exposições fixas como itinerantes.

Vale muito a pena ter uma tarde inteira livre para curtir toda a arquitetura do local e claro, os espaços de arte interativas e claro, a belíssima vista para a Zona Portuária, mais precisamente sobre o Pier Mauá.

 

Foto: Shutterstock

 

Dica: No final da exposição, passe na lojinha do museu, há diversas lembrancinhas que você pode comprar para a sua família e até mesmo em preços bem em conta.

 

2. Theatro Municipal do Rio de Janeiro

 

Tá circulando pela região da Cinelândia? Então aproveite e dê uma passada no belíssimo Theatro Municipal. Inaugurado no ano de 1909, ele faz parte do conjunto arquitetônico das obras de reurbanização do Rio de Janeiro. Tem fortes influências do renascentismo com as suas belíssimas colunas coríntias.

 

Foto: Shutterstock

 

Dica:  Há diversas temporadas da Orquestra Sinfônica do Rio de Janeiro e outras apresentações de danças e cantos líricos. Confira a programação e divirta-se.

 

3. Forte de Copacabana

 

Tem curiosidade em conhecer uma base militar por dentro? Então não deixe de ir ao Forte de Copacabana. Foi construído em 1914 e é oficialmente denominado como Museu Histórico do Exército/Forte de Copacabana (MHEx/FC). Você pode escolher entre visitar somente as áreas externas ou também as internas que inclui o museu histórico-militar. A região de Copacabana foi estrategicamente escolhida para o posicionamento de canhões como forma de defesa do território nacional, segundo informações do próprio museu.

 

Foto: Shutterstock

 

Dica: As áreas externas possuem lanchonetes, bares e restaurantes, e é sempre convidativo ficar em uma mesa externa e aproveitar a belíssima vista, mesmo em um dia cinzento e mais friozinho.

 

4. Praia de Copacabana

 

E é claro que precisamos falar da nossa “Princesinha do Mar”, eu sei que o frio e o céu nublado não são bons para visitar uma praia, mas a Praia de Copacabana tem muito mais para oferecer ao turista. A beleza geográfica é uma atração linda, a orla de Copacabana possibilita uma visão incrível de toda a praia, que já foi palco da gravação de diversos DVDs musicais, Shows, Campeonatos de Futebol de Areia e Vôlei de Praia, além da tradicional queima de fogos de fim de ano.

 

Foto: Shutterstock
 

Dica: Curta o ambiente em um dos inúmeros quiosques que vão do Leme até o fim da Orla.

 

Veja também quatro lugares incríveis para você conhecer junto com seus avós!

5. Praia de Ipanema

 

“[...]Moça do corpo dourado

Do sol de Ipanema

O seu balançado é mais que um poema

É a coisa mais linda que eu já vi passar[...]”

 

Tom Jobim eternizou a letra de Vinicius de Moraes e Toquinho na música Garota de Ipanema, que inclusive é uma das músicas brasileiras mais famosas no mundo. Já ganhou até versão em inglês que foi cantada por Frank Sinatra e Amy Winehouse.

 

Foto: Shutterstock

 

Dica: Aproveite e conheça a vista que inspirou a letra poética mesmo em um dia nublado e mais friozinho, eu garanto que a geografia compensa mesmo com o tempo instável.

 

6. Bairro da Lapa

 

Curte uma balada? Barzinho? Conversar com os amigos ou conhecer gente nova? Então, o Bairro da Lapa é o local certo do Rio de Janeiro para você. Nesta área há diversas casas noturnas de diversos segmentos, do funk ao rock n’ roll passando pela música eletrônica e o samba. E você nem precisa gastar para entrar nas casas noturnas não! Tem gente faz a festa na rua mesmo e se alimenta nas barraquinhas.

 

Foto: Shutterstock

 

Dica: Se você estiver procurando um show ou apresentação, lá no Bairro da Lapa temos a tradicionalíssima Fundição Progresso e também o Circo Voador, essas casas de cultura já foram cenários de apresentações históricas de vários artistas. Os belíssimos Arcos da Lapa podem ser apreciados tanto durante o dia quanto à noite.

 

7. Escadaria Selarón

 

Se não estiver chovendo e você estiver no Bairro da Lapa, então aproveite para andas pela Escadaria Selarón. É uma obra de arte que liga o Bairro da Lapa ao de Santa Teresa e foi decorada pelo artista chileno Jorge Selarón. O artista declara a obra como uma “homenagem ao povo brasileiro”. Dos mais de 2000 azulejos coloridos, que são encontrados na escadaria, cerca de 300 foram pintados à mão.

 

Foto: Shutterstock

 

Dica: O ideal é visitar a escadaria no período da manhã para observar todas as suas cores.

 

8. Parque Lage

 

Mix de natureza, arquitetura e arte, você não pode deixar de visitar o Parque Lage se estiver passeando pelo Rio de Janeiro. Seja em um dia com sol forte e calor, ou mesmo naqueles dias carrancudos e cinzentos, mas de preferência sem chuva.

 

Foto: César Soares

 

Dica: Reserve uma manhã ou tarde para tomar um café dentro do palácio no parque que fica aos pés do morro do Corcovado, bem próximo ao Jardim Botânico da cidade do Rio. E por falar no palácio, ele foi construído no ano de 1920 pelo arquiteto italiano Mario Vodret, a pedido de Henrique Lage. É muito comum ver noivas, mulheres grávidas, modelos fazendo ensaios fotográficos no local. Inclusive o rapper Snoop Dog gravou o clipe da música “Beautiful” neste belo cenário.

 

 

9. Pão de Açúcar

 

Junto com o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar é um dos maiores cartões postais do Rio de Janeiro. O complexo é composto pelo Morro do Pão de Açúcar (que nomeia o cartão postal), o Morro da Urca e o Morro da Babilônia. O passeio turístico completo tem que ser pelo teleférico que liga a Praia Vermelha ao Morro da Urca e ao Morro do Pão de Açúcar. O preço é um pouco alto, mas estudantes e moradores da cidade do Rio tem direito à meia entrada.

Esse mesmo cenário foi utilizado para o filme “007 Contra o Foguete da Morte” de 1979. Aqui temos um passeio que não deve ser feito em um dia chuvoso, mas um dia frio não impede curtir a belíssima vista.

 

 

Foto: César Soares

 

Dica: Confira o pôr-do-sol com a vista para a Marina da Glória! Mas isso deve ser feito no Morro da Urca, ou seja, você vai subir o primeiro lance de teleférico apenas. Veja a beleza do pôr do sol e aí sim siga para o Morro do Pão de Açúcar, certo?

 

10. Cristo Redentor

 

E eu não poderia finalizar de outra forma, se for ao Rio de Janeiro você tem que visitar o Cristo Redentor. Lógico que a chuva pode atrapalhar e muito o seu passeio, mas a nebulosidade e as baixas temperaturas não são pretexto para deixar de ver uma das 7 maravilhas do mundo moderno.

O monumento se encontra a 709 metros acima do nível do mar, no topo do morro do Corcovado que fica no Parque Nacional da Tijuca. Há duas formas de subir ao Cristo, por meio de vans ou pelo Trem do Corcovado, apesar do preço, o passeio de trem vale a pena pela belíssima vista.

 

Foto: Shutterstock

 

Dica: O entardecer no Cristo Redentor também é belíssimo. E a vantagem de ficar até o anoitecer é ver o Cristo iluminado. Por falar em luzes, ver do alto a cidade do Rio de Janeiro é um espetáculo à parte.

 

Depois dessas dicas, o frio não é uma desculpa para você deixar de conhecer as maravilhas da Cidade Maravilhosa. Faça chuva, faça sol, frio ou calor, o Rio de Janeiro continua lindo!

 

Conheça mais cinco lugares baratos para você conhecer no frio!

FASES DA LUA

  • Nova
    20/09
  • Crescente
    27/09
  • Cheia
    06/09
  • Minguante
    13/09

ESTAÇÕES DO ANO

  • Inverno
    21/06
  • Primavera
    22/09
  • Verão
    21/12
  • Outono
    20/03